Perguntas e Respostas

 


O que é uma conjunção planetária?

Uma conjunção é um evento astronômico que ocorre quando duas estrelas têm uma distância aparente muito pequena entre elas quando são observadas da Terra. As conjunções ocorrem entre os planetas, a Lua e o Sol, por serem objetos que mudam gradativamente de posição no céu, seja pelo próprio movimento ou pelo movimento da Terra. As conjunções são fenômenos relativamente frequentes porque todos os objetos no Sistema Solar seguem movimentos aparentemente ao longo de uma linha no céu, o mesmo para todos, que chamamos de "eclíptica". Isso porque todos os planetas e objetos do Sistema Solar estão aproximadamente em um plano, como consequência de seu processo de formação, há cerca de 4.500 milhões de anos, quando a nebulosa de poeira e gás que nos deu origem se contraiu pela gravidade. No caso das conjunções planetárias é necessário que a Terra e os dois planetas que fazem parte da conjunção estejam alinhados.

O fato de eles parecerem muito próximos no céu significa que eles também ficam mais próximos um do outro?

Não. A aproximação entre objetos em conjunção é um fenômeno visual e não implica que ambos os objetos estejam próximos um do outro. Nessa conjunção, a distância física entre Júpiter e Saturno atingiu sua distância mínima em 12 de outubro de 2020, com uma separação de quase 730 milhões de quilômetros. No entanto, a maior proximidade visual entre os dois planetas ocorrerá em 21 de dezembro. Isso ocorre porque não apenas os movimentos de Júpiter e Saturno entram em ação, mas também o movimento de translação da Terra e seu alinhamento com os outros dois planetas.  

Quando foi essa conjunção vista pela última vez e quando será vista novamente?

A conjunção entre Júpiter e Saturno é periódica e ocorre aproximadamente a cada 20 anos. No entanto, a última vez que houve a chance de ver uma conjunção tão próxima entre os dois planetas foi em 1623. Para ver uma conjunção tão próxima novamente, teremos que esperar até o ano 2080.

- posições relativas de 15 de dezembro a 27 de dezembro -

Como posso observar a conjunção?

Júpiter e Saturno são planetas brilhantes que podem ser vistos como estrelas brilhantes sem a necessidade de instrumentos ópticos. Nos dias anteriores a 21 de dezembro, os dois planetas podem ser vistos a olho nu em uma posição muito próxima no céu. No dia 21 de dezembro, será conveniente usar binóculos para distingui-los. Se você tiver um telescópio simples, poderá distinguir, além dos planetas, os anéis de Saturno e a maior das luas de ambos os planetas.

Onde devo procurar?

A conjunção entre Júpiter e Saturno será visível ao anoitecer com ambos os objetos em elevações de cerca de 20 graus acima do horizonte no início da noite. Olhando para o oeste, os dois planetas podem ser vistos como duas estrelas brilhantes muito próximas ou um único ponto muito brilhante. Com binóculos, a distância entre os dois objetos será bem observada e alguns de seus satélites poderão ser vistos.

E se estiver nublado, poderei vê-lo antes ou depois de 21 de dezembro?

Sim, a conjunção pode ser observada dias antes e depois, embora a distância entre Júpiter e Saturno não seja tão pequena. Em qualquer caso, se as condições atmosféricas não nos permitirem observar a conjunção desde a nossa localização, podemos recorrer à observação online do evento. Para isso, a partir desta mesma página facilitaremos a transmissão da conjunção de diferentes observatórios profissionais e amadores.

Eu sou Peixes, este alinhamento planetário pode me afetar de alguma forma?

Sim. Se você observar a conjunção com binóculos, verá como funciona a mecânica celeste ao vivo, e verá em detalhes este evento especial e lindo que a astronomia nos proporciona. Você também observará que o firmamento já é maravilhoso o suficiente para que seja totalmente desnecessário inventar ou acreditar em ideias astrológicas infundadas. Também funciona se você for sagitariano.

 

- links de interesse


- Siga-nos no Twitter